Sávio fala sobre a expulsão, candidatura própria e aliança na TV Super

O deputado Sávio Souza Cruz participou na manhã de hoje (23/02) do programa Café com Política, da Rede Super. Respondendo a perguntas, falou de início sobre o pedido de sua expulsão do MDB, afirmando que, no seu entender, o pedido fere mais ao partido que a ele, pois o MDB é historicamente avesso à censura e à limitação do direito de opinião.

Sávio enfatizou a união do partido em torno da tese da candidatura própria, mas contrário a toda tentativa de que outro partido plante uma candidatura dentro do MDB, como forma de fazê-lo convergir para os interesses desse outro partido. Defendeu o arco de alianças do qual o MDB faz parte em Minas e a tese de que, em momento próprio, será escolhido como candidato ao governo do Estado aquele que, entre todos os que forem postos, melhor atenda ao interesse coletivo.

Prosseguindo, o deputado avaliou que o MDB de Minas não é o MDB federal e que o Governo Temer tem se mostrado indiferente a Minas, sendo o primeiro desde o Império que não conta com sequer um ministro mineiro em sua equipe. Destacou o enorme esforço do Governo Pimentel para manter os serviços públicos em funcionamento e o fato de que, apesar da herança entregue pelos governos tucanos e da crise atual, Minas vem reduzindo seu déficit, ao contrário do que ocorre com o governo federal, com suas “políticas antipovo”.

Por fim, comentou seu trabalho na SES-MG e também na SEMAD, destacando nas duas casas o compromisso dos servidores, que se mostraram verdadeiros militantes das respectivas causas.

Sávio fala sobre a expulsão, candidatura própria e aliança na TV Super